terça-feira, 11 de janeiro de 2011

E Foi




Ela estava quase sufocando
Quando decidiu ir...
E foi.
Pois,desejava alto e longe,
Sonhava.
Acreditou.
Quando deu conta de  si.
já  havia chegado lá.
O que fez?
- Não muita coisa, na verdade quase nada.
pensou em voltar...
Pesou.
O caminho de volta já lhe era conhecido, nada mais tinha a desbravar.
Tomou o desafio de fazer o novo, de novo, real, imaginário...
Deu-lhe formas, silhuetas sinuosas...
E no mais, nada fez!
Topô a parada e foi...
Viveu...

2 comentários:

  1. Baralho... Putz... Esse é fantástico, Camila. Muito fods... É a análise daquele que hesita o ato, que pôde ter e duvidou ter e não sabia se podia... Muito bom mesmo! (aplausos) bravíssimo!

    ResponderExcluir
  2. Baralho WASHINGTON....

    FANTÁSTICO NUM sei....
    mais estou tentando melhorar...

    muito obrigada...

    ResponderExcluir