sexta-feira, 25 de março de 2011

APARÊNCIA



Como parece difícil.
Dizer que gosta,
Mostrar que gosta...

Como parece difícil.
Fingir que não gosta,
Tentar não gostar...

Como parece difícil.
Falar o que  pensa,
Pensar não falar...

Como parece difícil
Caminhar sobre as pedras,
Sem pensar em voltar,
Procurar outro caminho,
...continuar a caminhar...

Como parece difícil.
Perceber o fácil,
Que não é difícil.
Renunciar o que já é tido...
Dificilmente renuncia-se um prazer já conhecido.
Na realidade, mudamos umas coisas por outras.
Pois, nada podemos renunciar.

Tantas  coisas parecem, aparecem, desparecem...
Talvez, mostrem-se no olhar.

Olhar, acreditar ser útil,
E ainda que pareça inútil...
Realizar.

Mais vale o inútil de fazer,
Do que nada fazer de útil.
Não há coisas inúteis,
Nem úteis...
Há momentos que as tornam...
E que esses sejam para nunca esquecer....



Nenhum comentário:

Postar um comentário