quarta-feira, 20 de abril de 2011

As gotas


 É tão bela a cidade nos dias de chuva!
A janela do ônibus,
É a moldura desse cenário, desse quadro.
Também é a tela...
Olhando fixamente as gotas que caiam e seu balé no vidro da janela, enxerguei as figuras mais belas, rostos...
Tudo extraído de meus pensamentos tão flutuantes.
Vi  naquela árvore , toda solidão dos dias de chuva...
- inspirei instantes de fantasia.
O desenho que se formava tinha tons de cinza, preto e branco, que hora moderno, contrasta as cores que encontrei em teu rosto.
Pareceu-me sorrir. Algo ali no canto da boca...
Observei um pouco mais...
Fora só um espasmo.
Ah! Deleites efêmeros de um dia de chuva...
Nostalgia aguda, ancorada no ar.
- Devaneio.

3 comentários:

  1. Adoorei!!!! ^^
    Parabéns lindona, aqui só tem coisas interessantes!!! ;)
    Beijos e fica com Deus.


    Dani Linda *--*

    ResponderExcluir
  2. Auto-exílio nada mais é do que ter seu coração na solidão...♪

    ResponderExcluir