sexta-feira, 3 de junho de 2011

Azedo







Ou tudo é azedo ou nada é azedo...
torna-se azedo, não sabendo adoçar, deixamos pra lá...
amarga...
 tomando cuidado com as doses, sem evitar. 
Busquemos a filosofia do bem viver, meu bem. 
Sabendo que nada está insento do sofrer. 
Eis, nossas dualidades. Nosso charme paradoxal...
Incertezas robustas...
Só resta Acreditar no doce do azedo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário