quarta-feira, 12 de outubro de 2011

" Olhando para ela, disse não saber o porque...e que lhe era muito estranho sentir falta, sem antes possuir..."

Eternizando.




É NOSSA CAPACIDADE DE SENTIR, QUE EM NOSSA EXISTÊNCIA  ETERNIZA TODAS AS COISAS, PESSOAS, FATOS...

ETERNIZA O VIVIDO...
ETERNIZA O DESEJO DO NÃO VIVIDO...
ETERNIZA O BOM, O RUIM.

E É NA LEMBRANÇA DAS COISAS QUE ENCONTRAMOS SUA DURABILIDADE...AH! E COMO TUDO COSTUMA DURAR!

NOSSAS NEMÓRIAS DE AINDA CRIANÇA;
NOSSAS HISTÓRIAS, QUE TEMOS PARA CONTAR;
NOSSOS PLANOS DE UM FUTURO FELIZ;
...SAUDADES EM RECONHECER QUE TUDO AQUILO ERA TÃO BOM...
...SAUDADES DE PENSAR DO COMO TUDO PODE SER BOM...


SENTIMOS TANTO.
SENTIMOS TUDO.
SENTIMOS SEMPRE.
ONDE POR HORA, PASSO A PENSAR QUE TUDO É ETERNO...

ATÉ QUE A MORTE ME SEPARE!

domingo, 9 de outubro de 2011

Sobre a Saudade


" Definitivamente me nego à sentir saudades daquilo que não possuo, das coisas que não vivi...Quero sentir saudades daquilo que foi meu, que é meu...
Saudades sentidas apenas do que à mim foi palpável..."
Uma certeza: tem horas que meu sorriso é o disfarce da minha alma...
que por horas, Deseja Devorar o Mundo.
‎"...e tem coisas que a gente faz de conta...que não sabe, que não viu, que ninguém disse..."

e segue acreditando que uma hora se organiza, se harmoniza...e dá certo.
" È. talvez seja bem verdade, que ao elencar prioridades, elegemos apenas pelo lucro imediato...Tá difícil investir à longo prazo...ter um foco...talvez, "ampliar os horizontes, distribuir investimento"...resulte em algo, mas ainda sim parece-me uma busca por coisas imediatas..."

Porém, no fundo desejo tudo pra já. O importante é saber o que se deseja...